Talvez o fim não seja triste

Talvez o fim não seja triste, talvez nós é que tenhamos dificuldade de aceitar que ele simplesmente faz parte do ciclo natural da vida. Se nascer é feliz, se relacionar é feliz, viver é feliz; alcançar o seu objetivo e, finalmente, acabar (seja a vida, seja apenas uma tarefa) também deveria ser feliz, não?

O fim pode significar que a plenitude foi alcançada, tudo que era possível ser feito, foi feito e então acabou. Bora pra próxima. Thank you, next. Talvez ele seja apenas um sinônimo do sucesso, mas a gente é apegado e tem dificuldade de aceitar. Alguém inventou que o ideal de felicidade é o para sempre e a gente acreditou e seguiu perpetuando essa ideia como uma verdade absoluta.

Mas pensa bem, não faz sentido. O que de fato dura para sempre? Buscar a felicidade na ausência de fins é buscar a felicidade na ilusão, porque tudo tem fim e está tudo bem. Isso não é triste. O fim não deleta, ele apenas faz a vida seguir em frente. O fim é tão lindo quanto o começo. Enquanto um traz o frio na barriga do algo novo, o outro traz a satisfação do ter conquistado, a gratidão do ter conseguido.

Talvez a alegria não esteja na duração de algo ou na ausência de fim, somente no jeito de encarar o significado de cada etapa dos ciclos… O problema na maioria das vezes não está no que acabou de fato, mas no medo do que vem a seguir, no como continuar depois que esse algo acabou. O famoso medo do desconhecido.

O fim é uma certeza da vida, então aprender a lidar com ele de maneira saudável é o que melhor podemos fazer por nós mesmos. Caso contrário é só sofrimento. Um livro não é composto apenas por vírgulas, reticências, exclamações e interrogações. O ponto final está lá, ele sempre está lá. Porque a gente encara diversos fins nessa vida e ela continua. Ela sempre continua. O fim é um encerramento de um ciclo na sua vida ou do ciclo da sua vida, mas ele não nos apaga da história. O que fizemos e o que fomos ecoa entre aqueles que tocamos com a alma.

Leia também

14 comentários sobre “Talvez o fim não seja triste

  1. É uma visão positiva de fim, e isso pode ajudar. Algo bom de se ler qdo se está passando por um processo de fim doloroso, porque eu sinto o fim como algo muito difícil. Todo fim deixa marca, deixa tristeza quase sempre. Tomara que esse fim acabe logo, e “next”.

    Curtido por 1 pessoa

    • Fico feliz que tenha gostado, querida! Eu também acho esses processos muito difíceis e por isso tenho tentado colocar em prática tudo que escrevi. Realmente acredito que seja o melhor caminho e nosso lado racional aprende rápido, mas com o coração o processo é diferente e a gente sente mesmo né?
      Acredito muito que as coisas vão melhorar! Muita força e paz no seu coração ❤️🙏🏻

      Curtido por 1 pessoa

  2. Gabriela, minha querida, que texto maravilhoso escrevestes. Quantos fins testemunhei, quantos fins sofri/vivi… a natureza, minha querida, nos ensina a como lidar com cada ciclo, as razões de encerrarem para voltarem renovados. Procurei sempre olhar para esses movimentos com atenção para compreender melhor os meus. A viver melhor os meus ciclos. Há uma frase tua definitiva: o fim é uma certeza. Mas, sabe, viver também é. Descobrir que podemos e possuímos uma capacidade infinita para recomeçar é um presente que não podemos nunca deixar para trás. Está certo, sofremos o que temos que sofrer, é do viver, mas tem o depois e o depois é vida/viver. Estive, talvez ainda esteja muito próximo do fim do meu ciclo, e estou feliz por uma única razão: não desisti do que ainda me cabe. Ler teu texto me fez feliz. Seguimos, s vida não pode esperar. Um beijo, um abraço, minha admiração e que a vida continue sendo um ciclo maravilhoso de viver. ❤️💐❤️

    Curtido por 1 pessoa

    • Fico muito feliz que tenha gostado e tenha te feito feliz!!
      Desistir jamais né?
      Sua força sempre me inspirando!
      Um grande abraço, continue se cuidando muito e que venham dias melhores para a gente aproveitar ainda mais essa loucura chamada vida ❤️❤️

      Curtir

    • Com certeza, isso tudo vai passar mais adiante e seguiremos nessa loucura e olha sou capa de fazer uma: ir a SP, tomar um café e te convidar para um tango. O legal vai a resposta dos dois: de jeito nenhum, só olhar…..os outros! ☕️❤️💐

      Curtido por 1 pessoa

  3. É a vida. Começo… fim… recomeços. Movimento, sempre. Cada um tem seu tempo. Gostei muito do texto Gabriela, parabéns. Finitude (s). Resiliência. Passei por várias. Todas me fizeram crescer, amadurecer. Novos rumos… novo olhar. Me levando onde devo estar e chegar. Bom diaaaaaa. Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  4. Eu já vivi inúmeros fins… o primeiro, de certo, foi o mais difícil. Os que vieram depois já não exigiram tanto de mim. Não posso dizer que me acostumei, apenas que aprendi a lidar com o ponto final. Ficaram sensações, emoções e outras coisas tantas-várias.
    Depois de algum tempo eu compreendi que o fim é parte do que sou, afinal, sou começo e meio, em alguma momento serei fim.
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s