Continue a nadar

Eu amo desenhos, primeiro porque acho lindo e fofinho e, segundo, porque acho que de maneiras sutis e doces eles podem nos trazer lições realmente valiosas.

Há um tempo atrás eu falei sobre a hakuna matata, apresentada em O Rei Leão, que acho que deveríamos aplicar mais em nossas vidas. E hoje eu vou falar da filosofia da peixinha mais fofa de todos os oceanos, a nossa querida Dory.

Quando seu amigo Marlim está perdendo as esperanças de encontrar seu filho, ela o levanta com seu lema:

“Quando a vida decepciona, qual é a solução?
Continue a nadar, continue a nadar, continue a nadar, nadar, nadar!
Para achar a solução, nadar, nadar!”

(Dory – Procurando Nemo, 2003).

No fim das contas ela faz com que não desistam e eles conseguem encontrar a pista que haviam perdido e tudo dá certo.

Na vida real é a mesma coisa, nosso continue a nadar é diário. Temos que seguir adiante, não importa quantas peças o destino nos pregue ou quantos obstáculos apareçam pelo caminho. Nós não podemos desistir. E não importa o quão grande e cabeludo seja seu problema, depois da tempestade vem o Sol.

Quando estamos dentro de uma situação fica difícil de entender a dimensão das coisas e uma gotinha de água pode acabar virando uma tempestade. Claro, como havíamos discutido anteriormente, precisamos nos dar o tempo que julgarmos necessário, mas sem desistir, porque no fim as coisas dão certo e, muitas vezes, percebemos que o problema nem era tão absurdo assim. Além disso, o que não der para classificar como vitória, classifique como aprendizado.

Tanto o Timão e o Pumba quanto a Dory nos trazem a ideia de não focar na parte ruim da vida, a hakuna matata foca mais no aproveitar o momento, enquanto o continue a nadar é mais sobre não desistir. Imagina adotar as duas em conjunto na nossa vida?

Agora, em tempos de corona e quarentenas, mais do que nunca precisamos dar mais atenção a essas maneiras mais leves de encarar a vida. O ano já está no finzinho e ele não foi fácil. Só temos mais alguns poucos dias de 2020 e tenho muita esperança de que o ano que vem será melhor para o mundo. Então, por favor, continuem a nadar! 🙏🏻😘

Leia também

10 comentários sobre “Continue a nadar

  1. Gosto muito da forma leve com que você aborda estes temas! Mais do que nunca todo mundo quer que esse ano acabe logo, e que as coisas sejam melhores ano que vem. E vão ser, apesar dos pesares, vamos continuar a nadar sempre!

    Curtido por 1 pessoa

  2. A natureza é sábia. Nós não aprendemos ainda o quanto precisamos dela. E em todos os seus reinos, a cada dia, nos enviam sinais de força, resistência, persistência, tolerância, amor…os peixes são incríveis e revelam tanto da vida. Nos últimos tempos, minha paixão está com os pardais. Meus verdadeiros amigos e jamais me abandonam. Sem eles não estaria aqui escrevendo. Tua sensibilidade habita o universo da natureza com a firmeza de quem acredita que sim é possível um mundo melhor e mais humano. Logo, 2020 será história a ser contada porque são pessoas como você que caminham lado a lado com a natureza da vida. Beijo, querida Gabriela, e seguimos sempre nos cuidando.❤️💐☕️📚🎶☮️❤️

    Curtido por 1 pessoa

    • Os animais são incríveis e nos ensinam muito se nos permitirmos aprender com eles!
      Muito obrigada, Fernando, de coração. Suas palavras sempre tocam no coração.
      Assim espero que seja, todo esse período confuso no passado.
      Beijos 💋🌺❤️

      Curtir

  3. Sou fã de animações também e acredito que elas estão longe de serem “filmes infantis”. As melhores costumam ter roteiros inteligentíssimos e mensagens poderosamente simples, traduzidas de forma tão simples que podem ser captadas por todos os públicos. ‘Procurando Nemo’ e ‘O rei leão’, para mim, são obras-primas!

    Curtido por 1 pessoa

    • Para mim também, acho incrível. E o mais legal é que começamos a assistir quando ainda nem entendemos a dimensão de tudo que representam e vamos crescendo com essas sementinhas deixadas por eles.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Bonjour Gabriella,
    J’oserais même dire que l’après coronavirus engendrera l’explosion du carpe diem.
    Ce sera, sans doute dans la douloureuse aventure de la covid, l’effet positif “d’un mal pour un bien”.
    Parfois, il faut passer par la douleur pour comprendre qu’il faut continuer à nager comme vous dites ! 🙂
    Bonne natation et Bonne journée Gabriella.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s