Mas por que a Alemanha?

Nos meus grupinhos de amizades eu sou a louca do intercâmbio. Sempre que alguém está pensando sobre o assunto ou tem vontade de planejar algo, vem falar comigo. Acho até engraçado, juro que não estou ganhando comissão de nenhuma agência gente (aliás bem que eu queria haha). Mas o fato é que sou apaixonada por essa ideia e acho mesmo que todo ser humano deveria poder ter a experiência de conhecer outros lugares, quaisquer que sejam.

E quem me conhece sabe que eu ainda quero conhecer o mundo todo, mas eu tenho um crush forte na Alemanha. Por que? Eu não sei se eu sei responder essa pergunta. Vira e mexe alguém me pergunta de onde veio esse meu entusiasmo e paixão pela cultura alemã. Eu lembro que na época do ensino médio eu olhava a sala de alemão no centro de línguas do meu colégio e achava o máximo. Sabe aquela coisa de “nossa, eles falam alemão” rs. Mas como fazia o espanhol e o inglês, não cheguei a realmente cogitar a hipótese.

Mas acho que foi aí que começou. A admiração marcou, sabe? Uau, é diferente. Uau, é preciso se esforçar. Uau, é muito bonito. E aí eu meio que fui alimentando essa ideia inconscientemente.

Meu pai trabalhou com táxi durante um período e ele fazia muitas corridas para a livraria alemã Bücherstube, pois era do lado do ponto dele, e também para o próprio Instituto Goethe. Com isso ele fez bastante amizade com algumas pessoas de lá. E ele sempre me falava sobre as conversas que ele tinha com essas pessoas e, de alguma maneira, isso foi aumentando a minha curiosidade sobre o assunto.

Eu comecei a realmente desejar aprender alemão. Não era uma ideia imediata, afinal eu nem julgava que o meu inglês era bom o suficiente ainda. Mas eu sempre comentava com meu pai que gostaria de fazer um dia. Depois de um tempo ele chegou até a ir olhar os preços lá no Instituto, mas era muito caro (para o meu bolso) e eu não estava com pressa, não era algo que eu precisava. Era um sonho para realizar um pouco mais no futuro.

E aí, um belo dia, meu pai pegou uma corrida no táxi de uma senhora alemã, a Frau Inge, e ele comentou sobre essa minha vontade com ela. E, gente, não é que a criatura era professora de alemão? Ela passou o contato dela para o meu pai na mesma hora e disse para eu ligar para ela que ela me daria aulas particulares se eu quisesse.

Confesso que fui pega de surpresa, eu não esperava começar uma nova língua naquele momento. Mas não dava para perder a oportunidade. Quantas vezes o professor simplesmente cai de paraquedas na sua vida? Um preço acessível, do lado de casa e ainda aula particular com uma professora incrível (claro que a parte do incrível eu só descobri depois que comecei as aulas rs).

E assim foi, em meados de 2015 comecei a estudar alemão e desde então não parei mais. Na época eu não sabia nem falar Alemanha em alemão rs. Mas a minha professora foi e é incrível, porque além de me ensinar a língua, ela sempre me ensinou muita coisa da cultura local. Principalmente dos lugares onde ela morou. Eu tenho até uma listinha de lugares que, segundo ela, não posso perder.

Essa é a Frau Inge com seu avental modelito Dirndl super fashion no meu aniversário do ano passado. Ela fez um Apfelstrudel dos Deuses para comemorarmos

Desde então, conheci muita gente, alguns graças a ela, outros pelos meus próprios caminhos, mas o fato é que tenho muito contato com nativos de lá. Então, eu diria que foi um conjunto de acontecimentos que me fizeram sonhar com a Alemanha, mas graças a Frau Inge que eu gostei tanto de me inserir nesse universo da batatolândia.

Hoje eu sou muito grata a ela. Já não faço mais aulas, pois tecnicamente era para eu estar na Alemanha desde maio deste ano (corona atrapalhou os planos, como eu contei aqui), mas ainda temos contato e teremos para sempre no que depender de mim. Ela conquistou meu coraçãozinho e fez eu me apaixonar pelas raízes dela.

Espero muito em breve conseguir, FINALMENTE, desembarcar na terrinha da salsicha. E você que está lendo, se tiver curiosidade sobre essa língua maravilhosa, vá sem medo. Eu sei, ela pode ser meio assustadora kkk mas nada que não dê para encarar e garanto que vale a pena. Eu amo falar alemão

Leia também

25 comentários sobre “Mas por que a Alemanha?

  1. Por essas coisas da vida estive duas vezes ao lado da Alemanha e não fui. Aquela de ano que vdm quem sabe. E de repente, o câncer, e já não sei quando poderei viajar e também tem essa pandemia que me torna grupo de risco. Sem falar que também tenho sangue alemão. Não posso dizer que me arrependo de não ter ido mas posso afirmar que foi daqueles fora que às vezes damos e pode ser irreversível. Legal estares firme no propósito e aprendendo e seguindo em frente. Vou querer notícias de lá! Abraço carinhoso, querida e cuide-se para a viagem.❤️❤️❤️💐

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá Gabriela… li seu texto e adorei toda história! O pouco que sei da Alemanha foi através da Cristilaine Leão do blog https://depressaocompoesia.com/, conhece?! Ela mudou-se para lá e tem alguns posts falando sobre seu “crush ” kkkkkk. Interessante você fazer um “intercâmbio de blogs” rsrsrs, Tenho certeza de que em breve você estará na terra da sua querida Frau Inge! Beijo no coração e sucesso!

    Curtido por 2 pessoas

  3. Eu aprendi alemão por causa de Goethe que eu queria ler no original e me lembro que por isso fomos a Alemanha e levei um susto ao visitar a Berlim oriental (um ou dois antes da queda do muro, mas acho que naqueles dias já era um movimento em andamento). Voltei lá alguns anos depois (após a queda) e me surpreendi com a Berlim moderna. Uau. Mas lamentei perceber que muito do lado oriental ainda existia em estado de abandono e sem movimento que solucionasse a questão.
    Gosto da cultura alemã, mas acho que o idioma se perdeu de mim porque não o falo há anos. Li, no começo da pandemia alguns artigos e tive alguma dificuldade. Faz anos que não visito Berlim que está na lista das metrópoles favoritas. Nossa, acho que vou fazer uma lista de lugares a visitar depois que passar toda essa loucura.

    bis später

    Curtido por 1 pessoa

    • Que incrível, Lunna!
      Acho que até hoje ainda existem resquícios desse momento triste da história.
      Quanto ao idioma, estou procurando me manter conectada o máximo possível para não cair no esquecimento também!
      Acho maravilhosa a ideia da lista, eu meio que estou fazendo isso também rs.

      Bis später liebling 💋🌺💞

      Curtir

  4. Tive contato com alguns alemães e achei sua cultura incrível, principalmente sua disciplina e senso de justiça. Morei também por um bom tempo numa cidade de colonização alemã, dessas que se houve mais alemão que português na rua. Acho a cultura bem interessante, e estou torcendo para que as coisas melhorem logo e você possa realizar seu sonho!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Poxa, que legal! Eu nunca tive atração pela Alemanha mas sempre achei interessante. Tenho uma colega que se formou em Letras Português-Alemão e fez intercâmbio na Alemanha. Tenho um tio norte-americano nativo que é descendente direto de alemães…O pai dele falava alemão mas ele fala inglês mesmo. Você falou da salsicha, me lembrei que ano passado estive num restaurante alemão (aqui no Brasil) e pedi um prato típico deles…Não me lembro o nome mas era salsicha alemã com batatas…tipo um puré…achei muito forte e não aguentei comer tudo, rs. A sobremesa foi um Strudel (sei lá como se escreve) de alguma coisa que não lembro…Muito gostoso. Aqui no Rio há uma forte cultura alemã na região serrana principalmente em Nova Friburgo. Em Teresópolis e Petrópolis tem mas não é tão forte apesar de algumas construções terem aquela arquitetura típica alemã. E já comi o tal do Pretzel…ele é bom

    Curtido por 1 pessoa

    • Que legal, Prila! Até que você teve bastante contato né?
      Eles tem um tempero forte mesmo, me lembro de um suflê que comi na casa da minha professora e teve que ser com o copo de água do lado rs Mas achei gostoso!
      E o Strudel é maravilhoso, eu amei! Geralmente é de maçã 😉
      O pretzel nunca comi, acredita? Pior que acho que é o mais fácil de encontrar por aí rs.
      Obrigada pela visita querida, beijos 😊🌺💞

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s