Entre o caminho fácil e o caminho da verdade

A vida é feita de várias escolhas e cada escolha é um caminho que percorremos. Esses caminhos, um a um, nos levam àquilo que queremos e/ou seremos, são literalmente a nossa construção. Eu tenho o hábito de os categorizar em dois times, os dos caminhos fáceis e os dos caminhos da verdade.

Eu tive um chefe que tinha uma bolinha, na verdade metade de uma bolinha de vidro, assim como a da figura abaixo. Ele a deixava em cima da mesa do escritório. Um enfeite que eu, particularmente, não entendo a graça – se alguém aí souber algum significado interessante estou toda ouvidos. Mas enfim, eu trabalhava no setor de vendas na época e quem já trabalhou neste setor sabe que vendedor é uma espécie complicada. E dependendo do tamanho da comissão alguns fazem de tudo para a venda dar certo antes de ir conversar com o chefe. E quando algo dava errado por alguém ter omitido alguma informação, ele ficava bem bravo, pegava a meia bolinha e dizia “eu só tenho a metade da bola de cristal, enquanto ela não for inteira vocês precisam me contar as coisas antes de dar problema no cliente”. É claro que ele não falava assim tão fofo, mas acho que deu para entender a ideia. Eu sempre fui a favor do diálogo, então nunca tive o discurso direcionado a mim, mas o escutei incontáveis vezes naquela sala.

Cina sfere di vetro di grandi dimensioni, Cina sfere di vetro di ...

Nunca fui muito boa com indiretas, geralmente nem percebo que a pessoa está mandando uma indireta e se percebo dificilmente entendo o que ela realmente quis dizer. Diferente do meu antigo chefe, não tenho bola de cristal nem inteira e nem pela metade e muito menos paciência para frescura e enrolação. Sempre fui uma pessoa comunicativa e realmente acredito que TUDO se resolve na base da conversa.

Se você tem algum problema, se tem algo te incomodando simplesmente fale, ou não fale, mas então aceite que a situação não vai mudar. Sei que nem todo mundo é como eu, que gosta de se comunicar, e alguns têm dificuldade de expor o que sentem. Mas é muito importante trabalhar este hábito em si mesmo, porque não tem como falar a verdade se você não falar nada. E eu sinto muito pela franqueza, mas ninguém é obrigado a ler seus pensamentos, ninguém é obrigado a ficar tentando decifrar códigos nas entrelinhas do que você vai deixando escapar no meio de conversas. Se você espera que o outro vá te entender por telepatia, esquece, a chance disso dar certo é muito pequena e só existe porque a vida tem dessas coincidências bizarras. Mas não dá para viver esperando que as coincidências sigam o script criado na sua cabeça! Se é chato enfrentar essas situações no trabalho, é mil vezes pior quando acontece na nossa vida pessoal.

As pessoas são teimosas, orgulhosas e medrosas. Eu sei, eu também sou, mas garanto que uma vez que você encara esses três obstáculos a vida fica bem mais cor-de-rosa. É claro que vão existir ocasiões em que o diálogo não vai resolver seu problema, porque, infelizmente existem pessoas que simplesmente não serão compatíveis com você e essas, uma hora ou outra, vão seguir por caminhos diferentes dos seus. Mas, sinceramente? Melhor assim, você não precisa de quem não prioriza a paz entre vocês. O importante são as que ficam, ou melhor, as que querem ficar.

Chega de complicação. A vida já tem tanta coisa complicada que não cabe a nós controlar, então àquelas que cabem vamos escolher descomplicar. Essa ideia de achar que sabe o que outro sente, deduzir o que outro quis dizer ou o que aconteceu, se não sempre, na maioria da vezes vai te fazer chegar à conclusão errada. Por isso seja receptivo, converse, escute o outro, dê o seu melhor, abra seu coração e seja mais amor. Tem gente que nos faz achar que não vale a pena? Tem! Sempre teve e sempre vai ter, mas você tem que lembrar que, assim como você, tem muita gente boa no mundo. E é por essas pessoas que não podemos perder a fé. É tão linda a harmonia de uma amizade, não podemos deixar que isso se perca por besteiras e falta de comunicação.

Às vezes, uma única conversa era o que precisava para que aquela pessoa não tivesse ido embora da sua vida. Sabe, as pessoas às vezes mentem ou fogem por medo, ou sei lá, na verdade eu não sei bem porque elas fazem isso. E aí elas não entendem porque você não as quer mais por perto. Posso te contar uma coisa? Na grande maioria das vezes quando você mente para alguém a pessoa percebe. Ela pode até não saber que é ou qual é a mentira, ou até não perceber na hora. Mas eventualmente a gente percebe que algo está estranho. E se você disser a verdade e tentar consertar o problema, pode até não ser fácil, mas será SEMPRE o melhor caminho. Porque qualquer coisa que não seja a verdade vai levar ao distanciamento. É assim que pessoas tão importantes em nossas vidas aos poucos se tornam estranhos. E ainda, as pessoas que ficam ao seu lado são aquelas que agem como você. Então, em qual time você prefere jogar?

Leia também